Pular para o conteúdo
Início do conteúdo

Histórico do IFRS

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS) foi criado pela Lei n° 11.892/2008, que estabeleceu a Rede de Educação Profissional, Científica e Tecnológica no sistema federal de ensino. É uma instituição multicampi que abrange modalidades de ensino: educação básica, técnica, profissional e superior. A constituição do IFRS deu-se a partir da integração inicial de quatro escolas de educação profissional que já possuíam uma estreita vinculação com suas comunidades de abrangência, sendo elas: o CEFET Bento Gonçalves (criada em 1959) , a EAF de Sertão (criada em 1957), a escola técnica da UFRGS (já centenária) e o Colégio Técnico Industrial Mário Alquati da FURG (1964). Desta maneira, trata-se de uma instituição plural por excelência.

Ao longo desta década de atuação, novas unidades foram incorporadas à instituição: Restinga (Porto Alegre), Caxias do Sul, Osório, Erechim, Viamão, Alvorada, Rolante, Vacaria e Veranópolis, além de devolver a sociedade escolas que haviam sido edificadas com recursos do governo federal, mas que não ofereciam gratuidade aos alunos, como é o caso dos campi Feliz, Ibirubá e Farroupilha (PDI IFRS 2019-2023).

Entretanto, não é só de datas marcantes e leis que é feita uma instituição. Todos os alunos, servidores (técnicos e professores) e nossas comunidades de abrangência fazem parte de nossa história. E é a partir desse conceito ampliado de memória que o Núcleo de Memória do IFRS inicia seus trabalhos, acreditando que todas as pessoas que passaram por nossas unidades durante todos esses anos ajudaram a construir nossa história.

 

 

Fim do conteúdo