Pular para o conteúdo
Início do conteúdo

Campus Ibirubá

Fachada do Campus Ibirubá

Fachada do Campus Ibirubá

O Campus Ibirubá está localizado na cidade de Ibirubá, região do Alto Jacuí no noroeste do estado do Rio Grande do Sul.  O campus foi criado a partir da federalização da Escola Técnica Alto Jacuí (ETAJ), cujo termo foi assinado em solenidade realizada aos 06 de junho de 2009. A realização da federalização tornou-se possível através da doação, pelo município, de todo o complexo da ETAJ ao IFRS, contendo uma infraestrutura de mais de 5000 m² em construções. Além da estrutura de móveis e equipamentos, também houve a incorporação da área agrícola, de cerca de 90 hectares doada pelo Patrimônio da União.

A publicação da assinatura do Termo de Compromisso no Diário Oficial da União ocorreu no dia 30 de novembro de 2009, com vistas à implantação do campus Avançado. O IFRS assumiu efetivamente a antiga ETAJ no dia 01 de fevereiro de 2010. Por fim, foi sancionada, em 23 de abril de 2013, a Portaria nº 330, a qual alterou o nome da instituição de IFRS Campus Avançado de Ibirubá para IFRS Campus Ibirubá, sendo a mesma publicada no dia 24 de abril de 2013, no Diário Oficial da União.

 

 

Como tudo começou:
  • 1986 -Apresentação do Projeto para o Ministério da Educação.
  • 1987 – Aprovação do Projeto de implantação da Escola, com acessoria da EAFES Sertão.
  • 1988 – Início das obras (salas de aula, Laboratório de Ciências Físicas e Biológicas, Biblioteca, banheiros, refeitório e cozinha, Prédio Administrativo, aviários e uma sala ambiente).
  • 1989 – 13 de março – início das aulas de 02 turmas de 5ª série – total de 43 alunos, 06 professores, 02 funcionários e 03 Equipe Administrativa. (Diretor Prof. Geraldo Lagemann).
  • 1991 – Verba para construções: parte do alojamento, uma sala de aula, calçadas e escadarias de ligação dos prédios.
  • 1995 – Criação da Escola Municipal de Ensino Médio e Técnico em Agropecuária. Início das aulas: 20 de março com 02 turmas (total de 70 alunos).
  • 1995 – Projeto de ampliação da Escola aprovado (concluído em 1997). Construção de 06 salas de aula, Laboratório de Informática, conjunto de banheiros, 03 salas de ambiente, 01 oficina, 01 sala de Agroindústria, 01 residência de professor; 01 sala ambiente apicultura, conclusão do prédio do alojamento, calçamento ligando os setores externos, aquisição de diversos equipamentos e móveis.
  • 2002 – Encerramento das atividades da Escola Municipal de Ensino Médio e Técnico em Agropecuária, os alunos passaram a ser atendidos pela ETAJ.
  • 2004 – Escola Municipal Agrícola de Ibirubá, com pré-qualificação em Agropecuária transforma-se em Escola Municipal de Ensino Fundamental e transfere-se para o Centro de Ibirubá sob denominação de Escola Municipal de Ensino Fundamental Santa Teresinha .
O projeto do centro regional de educação profissional:
  • 1998 – Fundação, elaboração e aprovação do Estatuto da FUNDIBETEC. Entidade Instituidora: Sociedade Educacional de Ibirubá (estava desativada desde 1976).
  • 1999 – CARTA CONSULTA PARA O PROEP (Programa de Expansão da Educação Profissional)/ SEMTEC/MEC – Segmento Comunitário. Aprovação do Projeto contemplando construção civil: R$834.842,60 e equipamentos, materiais e serviços: R$1.224.606,00, num total de R$2.059.448,60.
  • 2000 – Início das obras.
  • 2001 – Ato de criação e denominação da Escola Técnica Alto Jacuí (ETAJ).
  • 2002 – Julho – Inauguração oficial.
  • 2002 – Março – Início dos Cursos Profissionalizantes.
  • 2002 – Outubro – Aprovação oficial, pelo Conselho Estadual de Educação, dos Cursos Técnicos e Ensino Médio.
  • 2003 – Janeiro – Início oficial da Escola Técnica Alto Jacuí – Ensino Médio.
  • 2005 – Início das tratativas da escola federal em Ibirubá.
  • 2005 – Início dos cursos de Formação de Eletricistas – implantação do Centro de Formação de Eletricistas, parceria com as Cooperativas de Energia /Elétrica da parte norte do Estado do RGS.
  • 2006 – Continuação da busca de alternativas para federalização da ETAJ.
  • 2007 – Dezembro – Encerramento do curso Ensino Médio.
  • 2007 – Projeto de Federalização encaminhado para SETEC/MEC e Convênio com a EAFES/Sertão para início de turmas de Agropecuária e Eletromecânica em 2008.
  • 2008 – Continuação da negociação do Projeto de Federalização com a SETEC/MEC e implantação da Extensão do EAFES/Sertão – 02 turmas de alunos Técnico em Agropecuária e Técnico em Eletromecânica – concomitância externa, convênio entre FUNDIBETEC, Prefeitura Municipal de Ibirubá e EAFES/Sertão.
  • 2009 – Julho – Assinatura do projeto da federalização; janeiro de 2009 renovação do convênio entre Prefeitura Municipal de Ibirubá, IFRS e FUNDIBETEC, para continuar a extensão de turmas de alunos Campus Sertão do IFRS, com novas turmas em Agropecuária, Informática concomitância externa e Eletromecânica subseqüente.
  • 2010 -Fevereiro 2010 inauguração do IFRS Núcleo Avançado Ibirubá, janeiro 2010 assinatura de convênio com Prefeitura Municipal de Ibirubá, IFRS e FUNDIBETEC para manter os professores em sala de aula e apoio pedagógico ao IFRS Núcleo Avançado Ibirubá até 30 de junho de 2010. Segundo semestre 2010 o IFRS – Campus Avançado Ibirubá assume efetivamente suas atividades letivas.
  • 2013 – No dia 23 de abril de 2013 a portaria número 330 altera o nome da instituição de IFRS Campus Avançado de Ibirubá para IFRS Campus Ibirubá, publicada no dia 24 de abril de 2013, no Diário Oficial da União.

IFRS. Histórico do Campus Ibirubá.

IFRS. Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) do IFRS – 2019-2023.

Fim do conteúdo